Uma ilha paradisíaca na Coreia do Sul: JEJU

quarta-feira, junho 14, 2017





Se gostam de praias desertas de areia branca e água azul turquesa, da tranquilidade das cascatas e da paz da montanha mas não gostam de sítios demasiados turísticos então este post é para vocês. 

Se nunca ouviram falar de JEJU, vão definitivamente querer ler este post. Jeju é uma ilha de origem vulcânica na Coreia do Sul, destino de lua-de-mel dos sul coreanos e cenário de muitos dramas coreanos - os chamados K-Drama. 

Pouco conhecida entre os ocidentais, foram poucos os turistas europeus, americanos ou australianos que encontramos. Os turistas são japoneses e sobretudo chineses mas devido à tensão política dos últimos tempos, houve 90% de cancelamentos. O que isto significou? Uma ilha paradisíaca quase só para nós. Já quero voltar! Acordar de manhã, num hotel situado na montanha mas com vista para o mar, pegar no carro e passear pela ilha, comer bem...Lá está, como dizia AQUI quem quer voltar à rotina?

  


E porque uma imagem vale mais que 1000 palavras, aqui ficam em fotos razões suficientes para visitar Jeju (nota: as fotos são da autora e não devem ser reproduzidas sem autorização).


1 - PRAIAS PARADISÍACAS






 



Rumem a uma das 10 praias conhecidas ou descubram a vossa própria praia deserta!
A nossa praia preferida foi a de Hamdeock (fotos em cima), que tem uma barreira natural de areia (tornando a água mais quente), várias esplanadas, um parque e um trilho junto ao mar. Mas também gostamos de Emerald Bay e Shinyan. A mais conhecida e onde se localizam todos os grandes resorts é Jungnum - boa para surf mas um pouco ventosa.

DICA: Em vez de gastarem dinheiro no pequeno-almoço do hotel (que regra geral não vale nada) optem por ir à esplanada do Café Delmoondo (+82-64-702-0007), que não só tem uma vista privilegiada como bom café e wi-fi gratuita.





2 - LAVA TUBES (MANJANGGUL CAVE)



Geoparque da UNESCO, a Manjanggul cave (+82-64-710-7903) é um tubo de lava com cerca de 8km, mas apenas 1km está aberto ao público. Tem uma série de estruturas interessantes incluindo estalagmites com cerca de 70cm, a conhecida "stone turtle" que se assemelha à ilha de Jeju e uma coluna de lava de 7.6m  que é a maior do mundo.

DICA: Dentro da caverna está frio (levem um casaco! Sim, mesmo que esteja muito calor cá fora. Não façam como eu...) e o chão é escorregadio por isso levem calçado adequado. A nós aconselharam-nos a levar uma lanterna mas na minha opinião há luz suficiente e não é necessário. Não vimos nenhum morcego nem aranhas mas eles costumam andar por lá, por isso se têm fobia talvez seja de evitar...


3 - SUNRISE PEAK (SEONGSAN ILCHULBONG)




Um cone de 182 metros acima do nível do mar, com mais de 100 mil anos, com uma cratera enorme, coberta de vegetação (+82-64-710-7923). Não vou mentir: a subida custa. Mas vale a pena pois a cratera é impressionante e a vista sobre Jeju é absolutamente incrível. A melhor hora para ir: nascer do sol que varia consoante a época do ano (nesta altura é às 05.22 da manhã).

Mesmo que não subam até ao topo da cratera, a paisagem envolvente vale a pena só por si bem como a zona em que o monte se situa.


 




4 - CHEONJEYEON FALLS e JEONGBANG FALLS

Há várias cascatas em Jeju e se o tempo for limitado é impossível ir a todas. Depois de lermos um pouco sobre elas acabamos por escolher estas duas. As Cheonjeyeon Falls (+82-64-760-6331) têm três secções. A mais bonita é a primeira, a água cai de uma caverna para formar a primeira cascata e depois daí cai mais duas vezes até chegar ao mar. O lago da caverna é um dos mais bonitos que já vi, não é por acaso que os locais lhe chamam "o lago dos Deuses".






As Jeongbang Falls (+82-64-733-1530) destacam-se por a cascata cair directamente para o mar, criando uma das paisagens mais bonitas da ilha.




5 - JUSANGJEOLLI CLIFF



Quando se deu a erupção do Mount Hallasan no mar de Jungnum, a lava formou estes pilares  rochosos designados de Jusangjeolli Cliff (+82-64-738-1393). Com variados formatos é quase como se tivessem sido esculpidos. É um local mais popular entre os turistas, mas nada que não valha a pena suportar. A natureza é impressionante não é?


6 - MOUNT HALLASAN

O monte Hallasan é a montanha mais alta da Coreia com 1950m de altitude, é um vulcão inactivo e património da Unesco. Por estas três razões decidimos subir ao topo.

Vale a pena? Depende. Se tiverem pouco tempo em Jeju não aconselho, porque precisam de um dia inteiro. Se tiverem tempo e gostarem de montanhismo ou de qualquer tipo de desafio físico a resposta é sim. Nós tivemos sorte porque chegamos ao topo e não estava muito nublado (bónus: vista) mas não havia quase água na cratera...Se compararem a foto de baixo com imagens da internet percebem como fiquei desiludida...




Há vários trilhos mas só dois vão até ao topo - o Seongpanak Trail (+82-64-725-9950) - e o Gwaneumsa Tail (+82-64-756-9950). O último é mais rico em termos de fauna e flora mas mais difícil. Decidimos por isso fazer o Seongpanak Trail que tem 9.6km. Demoramos 4h30 a subir e 3h30 a descer (a parte final foi mesmo muito complicada completar mas mesmo assim terminamos 1 hora antes da previsão do site oficial).



O trilho está bem marcado e dividido em três secções:
- a primeira considerada fácil;



- a segunda considerada de dificuldade média mas que para nós já foi difícil; e



- a terceira considerada difícil (para subirem até ao topo do vulcão têm que iniciar esta secção antes das 13h).

Desafio superado, quase a chegar

DICAS:

A) Nós fomos super mal preparados e levamos apenas duas garrafas de água pequenas do hotel. Não é suficiente! Pensamos que poderíamos comprar barras energéticas ou qualquer coisa semelhante antes de começarmos o trilho mas a loja não tinha nada e acabamos por comprar bolachas! Um mísero pacote de bolachas, sendo que não tínhamos tomado pequeno-almoço. Isto é que foi o verdadeiro cardio em jejum...agora a sério, não aconselhamos!

B) Quando começamos o trilho vimos que os coreanos tinham todos corta-vento e até luvas (apesar de estar imenso calor) para além claro de calçado adequado. Mas eu, não só levei sapatilhas, como fui de calções e t-shirt... Achamos que eles estavam a exagerar. Posso dizer que não é o caso! No topo está mesmo, mesmo muito frio. Nós tivemos que descer logo porque eu já tinhas as mãos geladas e os lábios roxos. Levem luvas mas especialmente um corta-vento!

C) Muito cuidado na descida. A descida custou-me mil vezes mais do que a subida, vejam onde põem os pés! Cheguei ao final com dores nos joelhos.

Veado adorável que me deu ânimo na descida

D) Há casas-de-banho no final da primeira e segunda secção. No final da segunda  há também uma loja que vende noodles, água e café (mas em que tudo acaba rapidamente...).

Se estão a ler isto e a pensar: então não vale a pena enganam-se Vale! Eu faria hoje outra vez! A sensação depois de terminarem é algo indescritível! 


7 -  HAHYO SOESOKKAK ESTUARY

Um estuário absolutamente maravilhoso (+82-64-767-1616), um cenário impressionante com o mar, formações únicas de lava e uma floresta de pinheiros.






8 - SEOPKIKOJI





Em Seopjikoji podem encontrar um farol (+82-64-782-0080) de onde se pode ver o sunrise peak e Udo Island. Foi aqui que foram filmados "Gingko Bed", "The Uprising" e outros dramas coreanos. 


9 - HAREUBANGS e HAENYO



Hareubangs são estátuas enormes que podem ser encontradas um pouco por toda a ilha de Jeju. Representam os deuses e oferecem protecção aos habitantes de Jeju. Se vos parecem familiares é porque são semelhantes às estátuas Moai da Ilha da Páscoa.


Haenyo são as famosas mulheres que conseguem mergulhar 10-20 metros sem qualquer máscara para respirar. Têm em média 65 anos, mas algumas já estão nos 80 anos. Podem ser vistas em vários locais, nomeadamente no sunrise peak.


10 - BBQ PORK 




Sim, Jeju é conhecido pelo seu bbq pork e justificadamente. O nosso restaurante preferido foi sem dúvida o Childonga (+82-64-738-1191). Preparem-se para esperar porque não aceita reservas e há imensos locais. Mas o serviço é relativamente rápido. Sem ar condicionado, sem luxos, sem reservas mas absolutamente delicioso.


****

Se gostam de museus, Jeju é também conhecida por ter museus de tudo e mais alguma coisa, desde o Teddy Bear Museum até à Love Land. Explorem!






Ficaram com vontade de ir? Então leiam o que escrevi em baixo e agradeçam-me!


COISAS QUE GOSTAVA QUE ALGUÉM ME TIVESSE DITO:

 - A melhor forma de ver a ilha é alugar um carro. É relativamente fácil de conduzir e a opinião geral é que os motoristas e tours não são de confiança (não são desonestos mas são daquele tipo que vos quer levar ao sítio x porque receberam comissão, etc). A mais conhecida rent-a-car de Jeju é a LOTTE. Nós descuidamo-nos e íamos ficando sem carro, por isso reservem com antecedência.
- Do aeroporto para o rent-a-car existe um shutlle bus. Para o apanharem, saiam na porta 5, virem à direita e sigam o caminho para peões.
- No aeroporto no balcão de informação, arranjem um mapa em inglês.
- Repararam que durante todo o post coloquei números de telefone? Pois! É que no GPS só se pode colocar a morada em coreano! Por isso a maneira de chegar a todo o lado é pelo número de telefone!
- Atenção na condução, há lombas por todo o lado...e de vez em quando um ou outro veado!
- Quase ninguém fala inglês e mesmo os que falam têm uma pronúncia quase incompreensível, excepto nos grandes resorts. Nós ficamos num hotel de 4 estrelas e na recepção era muito difícil perceber o que diziam! No centro de fitness/piscina esqueçam. Maneira de comunicar: gestos...
- Não existe propriamente um sítio para comprar recordações...Portanto guardem para o aeroporto.
- Ao escolherem o hotel, vejam se a piscina não funciona apenas no Verão (Junho-Agosto). O nosso hotel tinha piscina interior e exterior mas a exterior estava fechada porque estava frio (estavam 26 graus!) e a interior estava cheia de miúdos barulhentos e era preciso usar...touca...
- Tempo ideal para estadia: 3 dias se não forem subir ao Hallasan, 4 se o decidirem fazer.


* Para um roteiro personalizado, baseado nos vossos gostos e orçamento (com indicação de hotéis, restaurantes, preços, etc) contactem-nos através do nosso email.

Para updates diários, façam like no Facebook do 6800milhas AQUI ou sigam-nos no Instagram @6800milhas. Se quiserem entrar em contacto connosco, por razões pessoais ou parcerias, enviem-nos um email para 6800milhas@gmail.com.

You Might Also Like

0 comentários